W&DW se reúne com Harry Shearer para compartilhar melhores práticas na luta pelos direitos de autor

Em 23 de Junho, o presidente da Writers & Directors Worldwide, Yves Nilly se encontrou com o aclamado diretor e ator Harry Shearer para discutir suas experiências em comum nas campanhas dos direitos audiovisuais. Enquanto a Writers & Directors Worldwide vem exitosamente perseguindo mudanças legislativas através da The Audiovisual Campaign, o Sr. Shearer esteve travando sua própria batalha pela remuneração equitativa que abarca muitos temas desafiadores conhecidos pelos criadores audiovisuais ao redor do mundo.


O Sr. Shearer lançou recentemente a campanha “Fairness Rocks” para promover o caso judicial levantado contra o conglomerado midiático francês Vivendi S.A, pelos autores do inspirador documentário de comédia de 1984 This is Spinal Tap. O filme acompanha as fortunas de uma banda de rock britânica no seu retorno de um tour pela América e seu estilo improvisado definiu o gênero “mock documentary”. Os quatro criadores da banda– Christopher Guest, Michael McKean, Rob Reiner e Harry Shearer – conseguiram produzir alguns dos melhores e mais amados personagens da história da comédia cinematográfica, e mesmo assim sua parte no pagamento pela divulgação e venda da trilha sonora são incrivelmente pequenos.


This is Spinal Tap foi listado em Os 100 melhores filmes de todos os tempos da Total Film e alcançaram o cobiçado Primeiro Lugar na lista de 100 melhores filmes de comédia da Time Out London. Foi regularmente exibido ao redor do mundo por mais de 30 anos e o logo da banda é internacionalmente reconhecido. No entanto, os criadores do filme receberam apenas US$81 (oitenta e um dólares!) como sua parte no lucro total mundial entre 1984 e 2006. Além disso, lhes disseram que o lucro° total pelas vendas da trilha sonora entre 1989 e 2006 foi estimado em apenas $98.


“Apesar do êxito generalizado do filme e sua música, fomos vítimas do mesmo tipo de esquemas contábeis nebulosos e falsos da indústria do entretenimento que tem atormentado tantos outros criadores” diz Shearer. “Esse é um simples tema de direitos de artista.”


As questões levantadas aqui tem inúmeros paralelos com a campanha de direitos de remuneração audiovisual tanto que os processos envolvidos no pagamento de criadores são frequentemente vagos e difíceis de compreender. “Esses tipos de problema são inevitaveis quando se pede a um diretor de cinema ou um roteirista que negocie a taxa de não permissão para uso futuro do êxito do trabalho finalizado,” diz Nilly. “Estabelecer um direito de remuneração como uma lei resolve esse tema e estimula a criação de novos e excitantes trabalhos.”


A Campanha Audiovisual ajudou a trazer essa solução no Chile e Colombia recentemente, tendo os governos introduzido uma legislação para incluir um direito de remuneração irrenunciável e inalienável. No entanto, na Europa, militantes estão lutando para estabelecer um patamar de igualdade de pagamento para autores como uma parte da Diretiva de Direitos Autorais da UE.


O Sr. Shearer está esperançoso que a campanha “Fairness Rocks” possa ajudar todos os criadores, autores e intérpretes, não apenas os envolvidos neste caso particular. “Apesar de termos aberto o caso judicial por nossa conta, isso é na verdade um desafio à companhia em defesa de todos os criadores de cinema popular cujo talento não tem sido justamente remunerado. Somos apenas quatro pessoas buscando reparação por uma gritante injustiça, mas esperamos que esse processo judicial ajude, a seu modo, a estabelecer um precedente para práticas contábeis transparentes e fidedignas, e pagamento justo aos artistas de toda a indústria.”


Header image © 2017 Olivia De’Ath.

FUENTE: http://www.writersanddirectorsworldwide.org/

#CHILE #COLOMBIA #FILM #DERECHOS #FairnessRocks #AuthorsRights #AUTHOR #MEET