A Comissão Europeia lança oficialmente o programa Europa Criativa de 2,5 mil milhões de euros

Mariya Gabriel, comissária europeia para a Inovação, a Pesquisa, a Cultura, a Educação e a Juventude lançou, no dia 17 de junho em Lisboa, o programa Europa Criativa 2021-2027 que fornecerá ao setor criativo europeu um montante de 2,5 mil milhões de euros pelos próximos sete anos.

Mariya Gabriel (Foto: Christophe Licoppe)


O novo programa, com o dobro do orçamento do programa anterior (1,47 mil milhões de euros para os anos de 2014 a 2020), chega em um momento crítico para o setor criativo, após um lockdown de 15 meses e enfrentando um futuro incerto. Gabriel disse que o novo programa ajudará a garantir uma “reabertura sustentável para o setor”. Em 2021, serão disponibilizados 300 milhões de euros para financiamento.


“A cultura não conhece fronteiras nem nacionalidades. A arte representa uma janela ao mundo e contribui para construir pontes entre todos. Em um momento no qual os museus, os cinemas, os sítios de patrimônio cultural, os teatros, tudo começa a retornar, eu quero reiterar o apoio da Comissão aos setores culturais e criativos. Com um aumento do orçamento, o Europa Criativa procurará reforçar a recuperação dos setores, enquanto tentará impulsionar a imensa diversidade e criatividade que nos oferecem”, disse Gabriel, ressaltando que quase 8 milhões de personas ao longo da UE trabalham em uma atividade cultural.


Gabriel agregou que o programa “contribuiria a esta revitalização do Sistema, apoiando os criadores para que possam fazer mais pelas pessoas”, ao mesmo tempo que “promove e preserva a diversidade linguística, cultural e patrimonial europeia” e “aumenta a competitividade dos setores culturais e criativos”.


A conferência de lançamento do novo Programa Europa Criativa foi organizada pela presidência portuguesa do Conselho da União Europeia, em colaboração com a Comissão Europeia.


A contribuição do programa Europa Criativa anterior demostrou que é incalculável para os setores criativos ao longo da Europa, em particular, para os estados membro mais pequenos que não sempre contam com a dimensão para financiar projetos viáveis.


A Irlanda, por exemplo, celebrou o lançamento do programa. Como parte do orçamento 2014-2020, as empresas audiovisuais irlandesas obtiveram mais de 13 milhões de euros e as organizações culturais e artísticas receberam 5 milhões de euros. Além disso, sob o subprograma cultural, 68 organizações irlandesas que participaram em projetos de cooperação receberam financiamento direto por cerca de 5 milhões de euros.


A Ministra irlandesa de Turismo, Cultura, Artes, Gaeltacht, Esportes e Mídia, Catherine Martin, disse que alentou os setores culturais, audiovisuais e da mídia na Irlanda “para que participassem plenamente nas oportunidades de financiamento, aliança, formação e contato apresentadas pelo Programa Europa Criativa 2021-2027”.


O objetivo do Programa Europa Criativa é estimular a cooperação artística e cultural ao longo da Europa nos campos da literatura, música, arquitetura, patrimônio cultural, desenho, turismo cultural e demais. Ainda inclui um plano para o deslocamento de artistas individuais.


A parte mais antiga da iniciativa está relacionada com o apoio aos setores audiovisuais europeus mediante o programa da MÍDIA, que inclui o financiamento de desenvolvimento de projetos, coproduções, redes estruturadas, séries de TV de alta qualidade, além de experiências de jogo e realidade virtual. Mesmo assim, existem planos de apoio à formação, a distribuição de conteúdo audiovisual e o desenvolvimento de audiências.


A Comissão publicou uma série de convocações dentro do capítulo Cultural do novo Programa Europa Criativa.


>Convocação para Projetos de cooperação europeus


Com um orçamento de mais de 60 milhões de euros, esta convocação apoiará projetos que envolvem uma grande diversidade de protagonistas ativos nos diferentes setores culturais e criativos. O foco será como cooperar e inovar na arte europeia sobre assuntos como o compromisso do público, coesão social, digitalização, contribuição com o Pacto Verde Europeu e desafios setoriais específicos do livro, a música, a arquitetura e o patrimônio cultural.


A data limite é o dia 7 de setembro de 2021.


>Convocação para Redes europeias de organizações culturais e criativas


Com um orçamento de 27 milhões para o período 2021-2023, esta convocação apoiará projetos de desenvolvimento de capacidades implementados por redes representativas, multinacionais e baseadas em membresías de organizações culturais europeias.


A data limite é o dia 26 de agosto de 2021.


>Convocação para Entidades culturais pan-europeias


Com um orçamento de 5,4 milhões para o período 2021-2023, esta convocação apoiará às entidades culturais – neste caso, orquestras – cujo objetivo seja oferecer oportunidades na formação, profissionalização e desempenho para jovens artistas e com grande talento.


A data limite é o dia 26 de agosto de 2021.


> Convocação para a Circulação de obras literárias europeias


Esta convocação apoiará a tradução, publicação, distribuição e promoção de obras de ficção.


A data limite é o dia 30 de setembro de 2021.


> Convocação para o Apoio à publicação de traduções literárias


Com um orçamento de 5 milhões de euros, esta convocação apoiará projetos de tradução, publicação, distribuição e promoção de um pacote de pelo menos 5 obras de ficção (novelas, poesia, historietas, etc.).


A data limite é o dia 30 de setembro de 2021.